« Voltar

Audiometria infantil: exame avalia qualidade da audição das crianças

  • Dia 10 de Maio de 2018
O diagnóstico precoce de problemas auditivos permite o melhor desenvolvimento durante a infância

A audiometria é o exame de audição que é realizado pelo fonoaudiólogo em qualquer pessoa, para avaliar a capacidade de ouvir e interpretar . A realização da audiometria infantil possibilita conhecer a audição da criança e detectar possíveis alterações auditivas, permitindo obter as orientações médicas preventivas e/ou de tratamentos mais adequados.

Ao nascer, uma criança passa pelo exame de emissões otoacústicas, conhecido popularmente como teste da orelhinha. Esse teste já é lei e está inserido na rede pública de saúde. Após essa etapa, alguns fatores podem levar um médico a solicitar novos exames, como explica a Dra. Fátima Carvalho, da Clínica CEOL Otorrino. Se a criança tem antecedentes familiares de problemas auditivos, se tem fator de risco ou apresentou algum quadro que possa comprometer a audição, é preciso investigar mais a fundo”. Testes como BERA e Imitanciometria também podem ser solicitados para um diagnóstico mais completo sobre a audição da criança.

É importante que os pais fiquem atentos aos comportamentos dos filhos pois alguns são sinais de alertas para possíveis problemas de audição:

  • Excesso de desatenção em maiores de 3 anos;
  • Dificuldade no aprendizado;
  • Televisão em volume alto;
  • Repetição de “o quê?”;
  • Dores de ouvido e problemas de infecções.

Durante a infância, os pacientes em acompanhamento por fatores de risco relativos à deficiência auditiva, que tenham entre 0 e 2 anos, devem realizar o exame de audição (BERA, EOA, Imitanciometria ou audiometria) a cada 6 meses, ou a critério do médico. Nos casos em que a audição for julgada pelo médico como comprometida, a solicitação de novos exames pode ocorrer a qualquer momento.  

O EXAME

A audiometria é indolor e não causa nenhum desconforto a criança. As técnicas aplicadas na realização são adaptadas de acordo com a idade, dessa forma é possível saber como uma pessoa escuta desde recém-nascida até a vida adulta.

Nos recém nascidos o exame é a realizado através das EOAs (otoemissões).Este exame é realizado com a introdução de uma sonda na orelha do paciente (uma de cada vez). O equipamento emite sons e a própria orelha responde a esses estímulos, dessa forma é possível saber se a criança está ouvindo ou não. O teste dura cerca de 20 minutos. É necessário que a criança fique quieta e sem chorar, por isso pode ser realizado enquanto ela dorme ou é amamentada.

Entre os 6 meses e os 3 anos o exame pode ser feito por meio de avaliação instrumental ou reforço visual. O método instrumental ocorre em um ambiente acústico com instrumentos musicais calibrando onde o médico fonoaudiólogo percute os instrumentos em baixa, média e forte intensidade. Na avaliação por reforço visual a criança é colocada sem fones em um cabine — em alguns casos sentada no colo dos pais, e o fonoaudiólogo vai inserindo sons calibrados em uma caixa de som. Sempre que o paciente reage aos sons é dado um estímulo visual como reforço. O tempo de duração é 40 minutos e nos dois métodos é observado os comportamentos auditivos da criança e como ela reage aos sons.

Quando a criança permite colocar os fones, entre os 4 e 9 anos, é feita audiometria infantil condicionada. A criança é colocada em uma cabine acústica, com fones, e sempre que escuta um estímulo sonoro precisa realizar uma ação, como colocar uma peça em um jogo, por exemplo.

Através do exame audiométrico é possível obter o diagnóstico da audição da criança. Se a criança escuta ou não, o quanto escuta, e em caso de perda auditiva, saber qual o seu grau -leve, moderada, severa ou profunda.

A audição é um veículo da comunicação que permite a aquisição da linguagem de criança. “Quando a criança fica sem ouvir, todo o seu desenvolvimento auditivo e de linguagem ficam comprometidos. A criança não fala, não adquire conceitos e não se relaciona com outras pessoas”, diz a fonoaudióloga da CEOL.

Muitas crianças não se desenvolvem por conta da audição, sendo assim, é de total importância a realização do exame. O diagnóstico precoce da deficiência auditiva possibilita o melhor desenvolvimento da linguagem e da aprendizagem durante a infância.

Na CEOL Otorrino é possível realizar a audiometria infantil e garantir a saúde da sua audição junto a um especialista. A precaução é o melhor remédio. Marque uma consulta.