« Voltar

Cuidado: o cotonete pode fazer mal aos ouvidos

  • Dia 5 de Março de 2018

O ritual de higiene já virou rotina: você toma banho, escova os dentes e limpa os ouvidos com um cotonete. Não, espere! Apesar de parecer correto, este último hábito pode prejudicar seus ouvidos e sua audição.

Vamos voltar um pouco para falar da cera e de sua importância. O cerume, como é chamado pelos médicos, existe para proteger o canal auditivo. Esta substância afasta a poeira e outras partículas dos tímpanos, além de ter ação lubrificante. Sua composição  tem enzimas e pH baixo, o que ajuda a evitar infecções por microrganismos.

Ou seja, retirar o cerume de dentro do canal auditivo torna os ouvidos mais ressecados. Sem a proteção, a pele fica mais propensa a ter inflamações ou infecções. Também existem pessoas que produzem mais cera, como quem tem a pele oleosa, está em período de estresse ou mulheres em período menstrual.

Então, como devo limpar?

O canal auditivo é autolimpante. Quando o cerume seca é descartado junto com as células cutâneas mortas. Isso acontece pelo movimento do maxilar,  enquanto conversamos ou comemos. É uma ação automática realizada pelo corpo humano.

A ação do cotonete na cavidade auricular empurra o cerume para o fundo do ouvido, o que dificulta o processo de autolimpeza realizado pelo movimento dos maxilares e aumenta as chances de bloqueio do canal auditivo,  perda da audição e até perfuração do tímpano.

O ideal é limpar os ouvidos apenas na área externa, após o banho, com uma toalha limpa e apenas até onde o dedo alcançar.

Cuide da saúde do seu ouvido. Observe se o canal auditivo está obstruído, com alguma pressão, e se existe um pouco de perda de audição. Se isso ocorrer, o ideal é procurar um especialista. Só ele conseguirá fazer a limpeza de forma correta.

No CEOL, o otorrinolaringologista fará um exame simples de otoscopia (quando utiliza um aparelho para ver dentro do ouvido), seguido de lavagem auricular ou remoção da secreção, além de verificar se existe algum problema associado.

Atenção:  cuidado com fones ou protetores auditivos do tipo plug intra-auricular que ajudam a empurrar a cera para dentro do canal auditivo e dificultam sua eliminação.