« Voltar

Saiba tudo sobre a ritidoplastia

  • Dia 5 de Março de 2018

O que é a ritidoplastia?

Se você estiver incomodado com sinais de envelhecimento em seu rosto, a cirurgia da face pode ser ideal para você. Tecnicamente conhecida como ritidoplastia, a cirurgia da face é um procedimento cirúrgico para melhorar sinais visíveis de envelhecimento no rosto e no pescoço tais como:

  • Flacidez no terço médio da face,
  • Vincos profundos abaixo das pálpebras inferiores,
  • Vincos profundos ao longo do nariz que se estende ao canto da boca,
  • Gordura que tenha baixado ou tenha sido deslocada,
  • Perda de tônus muscular na face inferior, podendo causar papada,
  • Pele frouxa e excesso de depósitos de gordura sob o queixo e a mandíbula.

Procedimentos de rejuvenescimento tipicamente executados juntamente com o lifting de face são o lifting de testa, para corrigir a flacidez ou testa franzida, e cirurgia de pálpebras, para rejuvenescer os olhos.

O que o facelift não faz?

Sendo uma cirurgia reparadora, o facelift não muda sua aparência e não para o processo de envelhecimento.

É indicado para mim?

O facelift só pode ser realizado cirurgicamente; tratamentos não cirúrgicos de rejuvenescimento não proporcionam os mesmos resultados, mas podem ajudar a retardar o momento em que ofacelift torna-se adequado, além de complementar os resultados da cirurgia. A cirurgia da face é um procedimento altamente individualizado e você deve fazê-lo para si mesmo, não para satisfazer os desejos de outra pessoa ou para se adaptar a qualquer tipo de imagem ideal.

O facelift é uma boa opção para você se:

  • Você estiver fisicamente saudável,
  • Você não fuma,
  • Se você tem atitude positiva e expectativa realista do resultado cirúrgico.

O que saber antes de se submeter à cirurgia de facelift?

O sucesso e a segurança do procedimento dependem muito de sua sinceridade durante a consulta. Você será questionado sobre sua saúde, desejos e estilo de vida.

Esteja preparado para discutir

  • A razão pela qual quer se submeter à cirurgia, suas expectativas e o resultado desejado,
  • Condições médicas, alergia medicamentosa e tratamentos médicos,
  • Uso atual de medicamento, vitaminas, medicamentos naturais, fumo, álcool e drogas,
  • Cirurgias prévias.

O cirurgião também poderá

  • Avaliar seu estado geral de saúde e todas as condições pré-existentes de saúde ou fatores de risco,
  • Discutir as suas opções e recomendar a mais adequada,
  • Examinar e medir o seu rosto,
  • Fotografar para prontuário médico,
  • Discutir possíveis resultados da cirurgia e quaisquer riscos ou complicações potenciais,
  • Discutir o tipo de anestesia a ser realizada.

Preparando-se para a cirurgia

Previamente à cirurgia, pode ser necessário:

  • Fazer exames de laboratório ou avaliação médica,
  • Tomar certos medicamentos ou ajustar seus medicamentos atuais,
  • Parar de fumar bem antes da cirurgia,
  • Evitar tomar aspirina, antiinflamatórios e medicamentos naturais, pois podem aumentar o sangramento.

Instruções especiais

  • O que fazer na noite anterior e na manhã da cirurgia (tempo de jejum, medicações, banho),
  • Informações sobre o tipo de anestesia a ser realizada,
  • Orientações sobre cuidados pós-operatórios.
  • O procedimento deve ser realizado em local seguro e confortável para o médico e o paciente, em centro cirúrgico autorizado pela Vigilância Sanitária, com equipamentos e equipe treinada para qualquer intercorrência.

Você precisará de ajuda

Não deixe de pedir a alguém que o acompanhe e fique com você, pelo menos, a primeira noite, após a cirurgia.

Riscos e informações de segurança

A decisão de se submeter à cirurgia é pessoal e é você quem deve decidir se os benefícios atingirão seus objetivos e se os riscos e potenciais complicações são aceitáveis.

Você deverá assinar o termo de consentimento para assegurar que compreendeu plenamente o procedimento ao qual vai se submeter e quaisquer riscos ou complicações potenciais.

Possíveis riscos da cirurgia

  • Cicatrizes desfavoráveis,
  • Sangramento (hematoma),
  • Acúmulo de líquido (seroma),
  • Riscos anestésicos,
  • Má cicatrização,
  • Necrose da pele,
  • Dormência ou demais alterações de sensibilidade da pele,
  • Assimetria,
  • espigmentação da pele e/ou inchaço prolongado,
  • Perda corrigível de cabelo no local das incisões,
  • Necrose do tecido adiposo,
  • Danos em estruturas mais profundas tais como nervos, vasos sanguíneos, músculos e pulmões,
  • Dor, que pode perdurar,
  • Trombose venosa profunda, complicações cardíacas e pulmonares,
  • Fios de sutura podem espontaneamente emergir na pele, tornando-se visíveis ou causar irritação que exijam sua remoção,
  • Possibilidade de novo procedimento cirúrgico.

Faça perguntas

É importante que você tire todas as suas dúvidas diretamente com o cirurgião plástico.

É natural que sinta um pouco de ansiedade, seja expectativa com o resultado ou estresse pré-operatório. Discuta estes sentimentos com seu cirurgião plástico.

Ao receber alta

Se você sentir falta de ar, dor no peito ou batimentos cardíacos anormais, procure atendimento médico imediatamente. Se algumas destas complicações ocorrerem, você pode precisar de internação e de tratamento adicional.

A prática da medicina e da cirurgia não é uma ciência exata. Apesar de serem esperados bons resultados, não há garantia. Em algumas situações, pode não ser possível atingir ótimos resultados com um único procedimento cirúrgico, sendo necessária uma nova cirurgia.

Resultados

Pode levar, vários meses, para que o inchaço desapareça e, até seis meses, para que as linhas de incisão fiquem com aparência normal. Proteção solar permanente ajuda a manter a aparência rejuvenescida, minimizando o envelhecimento ou danos do sol. Além disso, um estilo de vida saudável também ajuda a prolongar os resultados obtidos com a cirurgia, dando-lhe aparência rejuvenescida e jovem.

 

Fonte: SBCP